• blog top

Perdi o voo e agora? Saiba o que fazer

Perdi o voo e agora? Saiba como agir quando sofrer imprevistos em viagens corporativas

"Perdi o voo e agora?": esse não é um questionamento incomum nos aeroportos do mundo todo. Afinal, trânsito, mau tempo, documentação, mudança de cronograma e outros imprevistos podem acontecer com frequência. 

O ideal é que haja um forte planejamento de sua viagem corporativa para minimizar o que pode ser previsto e proporcionar a você, viajante, uma boa experiência em seu deslocamento. 

Mas se ainda assim acontecer de perder o voo, mantenha a calma e preste atenção em nossas dicas para evitar prejuízos!

perdi o voo e agora

01# - Planejamento e acompanhamento

Sempre conte com um bom planejamento de viagem e, se possível, um acompanhamento passo a passo do deslocamento. 

Dessa forma, é possível verificar problemas e apontar soluções com antecedência ou maior agilidade no momento.

02# - Comunicação

Em caso de atraso, por exemplo, o ideal é comunicar o quanto antes quem está cuidando de sua viagem corporativa. 

Essa pessoa em questão deverá agilizar o processo do aeroporto, realizar uma nova emissão de ticket ou alteração de passagens. 

Outra dica para essa situação é realizar o check-in por meio da internet, assim você consegue otimizar mais processos e chegar ao aeroporto com maior tranquilidade.

03# - Negociação de nova data

É possível que você não tenha tempo de chegar ao aeroporto e realmente perca o voo. Nessas horas, apesar do transtorno, é preciso se acalmar e saber negociar.

Segundo a própria ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), existe a possibilidade de tentar uma negociação para uma nova data da passagem, pois esta possui validade de 12 meses, a partir de sua emissão.

Multas dessa negociação

Infelizmente, mesmo com a negociação de uma nova data de emissão, este tipo de ação acarreta em uma multa de no-show, maior que a de alteração de bilhete feita com antecedência. Neste caso, cada companhia aérea determina o quanto será cobrado e como deve ser feito.

04# - Recomendações

Evitar atrasos é importante. Por isso a ANAC recomenda que, em voos internacionais, o viajante chegue 3 horas antes do embarque. Já em voos nacionais, 2 horas de antecedência é o recomendado.

Além disso, para facilitar ainda há a opção de check-in online de forma antecipada, eletrônica e segura - conforme falamos anteriormente.

  • Na LATAM: A partir de 72 horas antes da saída do voo;
  • Na GOL: A partir de 30 horas antes do voo;
  • Na AZUL: A partir de 72 horas antes do voo.

Agora que você já sabe o que fazer em imprevistos, guarde bem as dicas e recomendações para fazer uma boa viagem.

 

Tags: Viagens corporativas